CECI N´EST PAS UNE RÉTROSPECTIVE
 IN.TRANSIT + W.C.CONTAINER 
 (1999-2009)
 uma importante exposição 
 colectiva para terminar o 
 projecto em Setembro no Porto

IN_TRANSIT_convite_CECI_N_EST_PAS_UNE_RETROSPECTIVE_1net400

CECI N’EST PAS UNE RÉTROSPECTIVE
IN.TRANSIT + W.C.CONTAINER (1999-2009)

Projecto comissariado por _ PAULO MENDES

Para terminar o ciclo de exposições que assinalou os dez anos de programação regular do projecto
IN.TRANSIT + W.C.CONTAINER (1999-2009)

em Setembro vai acontecer uma grande exposição colectiva final.

exposição com a participação de _
FERNANDO JOSÉ PEREIRA
MiGUEL PALMA
MIGUEL SOARES

+
ANDRÉ SOUSA
CARLA FILIPE
EDUARDO MATOS
JOSÉ ALMEIDA PEREIRA
MAFALDA SANTOS
Manuel Santos maia
MAURO CERQUEIRA
NUNO RAMALHO
SUSANA CHIOCCA



Inauguração >
sábado _ dia 18 de Setembro _ 16.00 horas

na ESPAÇO PADARIA INDEPENDENTE, Porto
18 Setembro _ 30 Outubro 2010


PM03_1_net400 >>>

PM04_1_net400

>>>

PM05_1_net400

>>>

PM07_1_net400 >>>

PM11_1_net400 >>>

PM09_1_net400 >>>

PM17_1_net400 >>>

PM19_1_net400
>>>

PM13_1_net400

>>>

PM16_1_net400 >>>

PM14n_1_net400 >>>

PM20_1 net400_1 >>>

PM18_1_net400

Espaço Padaria Independente
Rua Adolfo Casais Monteiro 137 / 4050-014 PORTO
segunda a sábado das 15.00h às 19.30h
O projecto IN.TRANSIT agradece a cedência temporária do
Espaço Padaria Independente á GALERIA FERNANDO SANTOS

apoio_
DIRECÇÃO GERAL DAS ARTES
MINISTÉRIO DA CULTURA
produção_
PLANO 21.associação cultural
apoio_
ARQUITRAVE. arquitectos associados lda.   
UNICER
CÂMARA MUNICIPAL DO PORTO
TMN


Untitled_9_TVnet_400

Reportagem online na INCULTA TV

IN.TRANSIT.10x10_dez anos_dez exposições

Em Setembro 2008 o projecto IN.TRANSIT iniciou o ciclo de exposições 10x10_dez anos_dez exposições que pretende assinalar dez anos de programação regular dos projectos W.C.CONTAINER e IN.TRANSIT (1999-2009) ambos comissariados por Paulo Mendes.
Esse ciclo prolongou-se por todo o ano de 2009 e apresentou um programa de exposições individuais e de trabalhos originais de um marcante conjunto de artistas portugueses que começaram a produzir trabalhos no início dos anos 90. Termina agora em 2010 esse ciclo ao qual se somam nomes de uma geração mais recente que entre si partilha o facto de todos eles terem programado e gerido espaços independentes na cidade do Porto.

O projecto IN.TRANSIT é uma plataforma independente para a divulgação de projectos artísticos. Iniciou a sua actividade em 2002 dando continuidade ao projecto W.C.CONTAINER (1999-2001) situado num outro espaço do Edifício Artes em Partes.
O IN.TRANSIT pode ser entendido como uma zona laboratorial, propondo-se que neste espaço os autores possam testar novos tipos de trabalho através de desafios propostos, tanto ao nível conceptual, como de parcerias de trabalho ou de apresentações site-specific. As obras apresentadas são sempre concebidas e desenvolvidas especificamente para este espaço expositivo.
O projecto IN.TRANSIT + W.C.CONTAINER apresentou numerosas exposições de arte contemporânea e de outras áreas, como arquitectura ou design, somando mais de 60 exposições com trabalhos de aproximadamente 120 artistas, contribuindo regularmente desde 1999 para a discussão dos contextos da arte contemporânea.




CECI N’EST PAS UNE RÉTROSPECTIVE
IN.TRANSIT + W.C.CONTAINER (1999-2009)



IN.TRANSIT + W.C.CONTAINER (1999-2009)


O projecto IN.TRANSIT é uma plataforma independente para a divulgação de projectos artísticos que estava sediada no Edifício Artes em Partes, situado na Rua Miguel Bombarda, no Porto.
IN.TRANSIT iniciou a sua actividade em 2002 dando continuidade ao trabalho de programação iniciado em 1999 com o projecto W.C. CONTAINER naquele mesmo edifício que durante três anos e dezassete exposições apresentou trabalhos de quarenta e nove criadores de diversas áreas.
Da programação apresentada podem-se referir nomes como: Pedro Cabral Santo, Cristina Mateus, Leonor Antunes, Miguel Palma, Ângelo Ferreira de Sousa, João Pedro Vale, Pedro Tudela, Alice Geirinhas, Francisco Queirós, Pedro Amaral, Emídio Buchinho, Fernando Brito, Susana Mendes Silva, Alexandre Estrela, Liliana Coutinho, José Eduardo Rocha, Pedro Gadanho, Miguel Soares, João Paulo Feliciano, Alexandre Camarão, Inês Pais, Miguel Leal, Paulo Castro, João Fonte Santa, Gonçalo Falcão, Cláudia Ulisses, Vasco Araújo, António Rego, Didier Fiuza Faustino, Miguel Vieira Batista, Filipa César, entre muitos outros.
Este projecto teve início em Janeiro de 1999 tendo terminado em Dezembro de 2001.
Em Junho de 2002 iniciou-se o IN.TRANSIT que em mais de 40 exposições já realizadas apresentou, entre outros, trabalhos de: João Maria Gusmão + Pedro Almeida Paiva, Miguel Soares, Martinha Maia, André Lemos, António Lago, Daniel Barroca, Eduardo Matos, Jim Avignon, António Caramelo + Fernando Ribeiro, Miguel Carneiro, Nuno Valério, João Pedro Vale, Manuel Santos Maia, André Alves, João Tabarra, Nuno Ramalho + Renato Ferrão, Marco Mendes, Luís Alegre, Carla Filipe, João Marçal, Miguel Ângelo Rocha, Vítor Reis, Maria Papadimitriou, João Ribeiro + José Filipe Costa, Arlindo Silva, Bento Duarte, Fernando Brízio, André Cepeda, Alexandre Estrela, Fernando José Pereira, Diana Andringa, Gustavo Sumpta ou António Olaio.


IN.TRANSIT ocupa um espaço aparentemente convencional, semelhante ao cubo branco de uma galeria mas pode ser entendido como uma zona laboratorial aberta a criadores e ideias que normalmente não entram em programações conservadoras. Pretende-se com esta programação contrariar exactamente a apresentação de obras mais institucionais e académicas usualmente apresentadas em locais que tem outros compromissos de ordem económica e estética.

As obras apresentadas no IN.TRANSIT foram sempre peças inéditas, concebidas e desenvolvidas especificamente para este espaço expositivo, onde os autores podem testar novos tipos de trabalho através dos desafios propostos, ao nível conceptual, de parcerias de trabalho ou de apresentações site-specific, cruzando várias disciplinas como a performance, a arquitectura, a música, o design, a moda ou o vídeo.

O projecto IN.TRANSIT + W.C.CONTAINER apresentou numerosas exposições de arte contemporânea e de outras áreas, somando mais de 60 exposições com trabalhos de aproximadamente 120 artistas, contribuindo regularmente desde 1999 para a discussão dos contextos da arte contemporânea.

CECI N’EST PAS UNE RÉTROSPECTIVE
IN.TRANSIT + W.C.CONTAINER (1999-2009)

(...)


02-08-2010

Topo